Dicas de Prosperidade 27: O que vou ser quando crescer ?

Uma das perguntas que é feita para todas as crianças em todo o mundo é o que a criança acha que será quando crescer. Eu não me lembro ao certo o que disse neste período, mas com toda certeza foi a famosa resposta de toda criança.

Ser um astronauta, ser um bombeiro ou coisa parecida, pois são profissões que chamam a atenção e tem aquele ar de aventura que todos nós precisamos quando estamos nesta fase. Mas o tempo passa e vamos tendo interesses diferenciados e, no fim, acabamos influenciados por alguém ou por algo que nos aconteceu.

Eu sempre adorei desmontar coisas. Isto eu me lembro ao certo pois boa parte dos meus brinquedos eletrônicos foi desmontado. Alguns remontados, outros nem tanto.

Meus pais sabiam desde cedo que eu acabaria em uma profissão ligada a eletrônica ( apesar de no meio de tudo eu ter também me apaixonado por música, mas isto ficou como coisa de adolescente ) e no fim, foi. Hoje sou analista de sistemas, e continuo montando e desmontando coisas.

Mas eu sei que sou raridade. Em um ensino como o brasileiro que nos tira a vontade de estudar com professores que acabam nos atrapalhando a estudar na maioria das vezes, achar a sua missão como indivíduo é muito difícil. Muitos alunos são induzidos por algum interesse comum com algum educador ou acabam caindo nas vontade das famílias que levam as profissões clássicas ( medicina, direito, engenharias etc ).

Não que estas profissões não sejam legais ( eu mesmo me arrependo até hoje de ter abandonado engenharia ) mas em sua maioria tem profissionais trabalhando nelas que todos os dias procuram outras coisas para fazer … porque se formaram no que não amam.

Eu me sinto realizado. Posso não ter tudo que sonhei, mas com toda certeza todos os dias exerço uma profissão pela qual sou apaixonado e com toda certeza, não me imagino fazendo outra coisa. Aliás, sou tão apaixonado pela minha profissão que nas horas vagas meus hobbies … são minha profissão.

Eu pediria neste post para que você faça uma experiência. Que tal ir lá naquela primeira vez em que lhe perguntaram o que você queria fazer e se perguntar : será que aquela criança do passado iria achar legal o que eu me tornei agora ? Será que eu sou realmente o que quis ? Será que eu faço todos os dias aquilo que eu nasci para fazer  ?

Eu te garanto que você irá ter supresas … agradáveis ou desagradáveis. Talvez você lembrará naquela primeira resposta que seu pequeno eu respondeu que você estaria ligado ao que faz hoje … ou até que estaria ligado ao que você nem imagina que faz.

E não se imagine um perdedor porque não faz aquilo que você sonhava na sua infância. Seu mundo lá era muito menor e mais fácil do que hoje.

Pense neste exercício em uma catarse onde você poderá tentar se reconstruir pois nunca é tarde. Talvez redefinir-se dentro da sua atual carreira ou  até … seguir outro caminho.

Este tipo de exercício pode lhe dizer muito sobre você e a sua vida atual e até futura.

Aceita o desafio  ? Então, o que você quer ser quando crescer ?